Guia de sobrevivência da educação inovadora: pré-venda

Um livro prático e com diversos olhares para apoiar você a fazer seu projeto ou seu trabalho em educação formal e não-formal continuar e crescer.

Quantos projetos educacionais que você conhece “morreram” no último ano? Pensando no desafio de continuidade e sustentabilidade de projetos realizados dentro e fora de sala de aula, lançamos o Guia de sobrevivência da educação inovadora.

Caio elencou os dez principais desafios para que essa continuidade aconteça. “Dar aulas no ensino básico e superior ou fazer um projeto em uma ONG ou até mesmo em um projeto educacional já é bastante trabalhoso. Muitas vezes, não conseguimos dar tanta atenção à colaboração, registro e divulgação do projeto, negociação com tomadores de decisão e até mesmo financiamento”, conta. 

O lançamento e envio dos exemplares acontecerão até 10 de dezembro. Inscreva-se aqui!

A opinião de educadores sobre o livro

No cotidiano dos professores, fica fácil entender porque o universo tende ao caos. A tentativa de deixar as aulas mais interessantes e próximas da realidade dos alunos se mistura com o plano de desenvolver um projeto extraclasse e termina na lembrança de que ainda falta corrigir as provas de duas turmas.

Fui até a física me confortar porque Caio Dib me levou em uma viagem por outras áreas do conhecimento e trouxe na bagagem um presente para nós educadores. Como lidar com a turbulência do chão da escola e sustentar os projetos inovadores? A manutenção é mesmo um desafio e a termodinâmica já contou essa história. Me inspiro nas analogias assertivas de Caio: precisamos colocar energia no sistema! A escrita concisa e prática anima e alimenta nossa vontade de fazer acontecer. As dicas nos encorajam, já que as ferramentas apresentadas podem de fato nos ajudar a sustentar nossos sonhos na realidade. 

O Guia de sobrevivência da educação inovadora nos revela alguns caminhos possíveis que já foram trilhados por diversos educadores e especialistas. A visão panorâmica e criativa de Caio resulta em um livro que incita a práxis docente. É impossível só ler.  A praticidade presente em todas as páginas nos convida a entrar e sair da sala de aula renovados e com resultados! Em tempos de urgência por mudança, esse livro é catalisador!

Maria Eduarda Gomes é professora de Língua Portuguesa de uma escola da rede de ensino estadual de Mato Grosso (MT)

O que você vai encontra no livro?

  • Prefácios da Priscila Cruz (Movimento Todos pela Educação) e Clessio Bastos (professor de escola pública rural em Goiás)
  • Introdução ao livro e porque trabalhei com pontos de vista de educadores e profissionais de outras áreas
  • Porque é importante conhecer sua turma
  • Base teórica, pra que te quero!
  • O desafio da colaboração
  • A arte de negociar
  • Trabalho bom é trabalho registrado
  • A importância de medir seu impacto
  • Nas manchetes do jornal: divulgue seu trabalho
  • Pagando as contas: dinheiro também importa
  • E essa saúde? Pensando na saúde integral dos educadores

Com quem conversamos

Para escrever o livro, falamos com diversos profissionais da educação e de outras áreas que podem contribuir para o trabalho dos educadores brasileiros. 

Entrevistamos professores de sala de aula, educadores informais, profissionais do Terceiro Setor, astrônomos, engenheiros, preparadores vocais e mentais, psicomotristas e outras pessoas que conseguem encontrar soluções criativas para esses desafios.

“Nunca imaginei que aprenderia sobre colaboração com um engenheiro aeroespacial ou sobre como cuidar da saúde com um preparador vocal. Também pude conhecer vários professores e educadores que se destacam e fazem a diferença com os recursos que têm”, disse Caio.

Guia de sobrevivência da educação inovadora

R$28,90