“O professor do futuro é um curador de conteúdos e líder de equipes – um profissional que não mais será uma mera fonte de conhecimento, mas que irá promover uma aprendizagem por experiência e uso de metodologias ativas”, afirmou Marcelo Veras, presidente da Unità Faculdade e Canvassador (título especialmente dado pela Instructure a um embaixador e parceiro Canvas)Ele fechou o círculo de palestras apresentado no estande do Canvas/Instructure durante a 25ª edição da Bett Brasil Educar.

Aprender no celular: jovem usa celular e computador

Veras defende que as mudanças em sala de aula, como a possibilidade do uso do celular, não devem ser desculpas para uma mudança de comportamento diante das novas demandas da educação. “Na sala de aula o aluno pode se conectar e procurar uma informação num milésimo de segundo, mas cabe ao educador curar aquele conteúdo”. Plataformas como o Canvas, Woz U e até mesmo YoutubeEdu vieram pra facilitar esse meio campo, com o conteúdo compartilhado diretamente para o aplicativo no smartphone.  

Plataformas também podem apoiar professores

Especialistas defendem que essas plataformas devem garantir o uso simples e intuitivo para que tanto os educadores quanto os alunos concentrem seus esforços no aprendizado e usem a tecnologia como apoio. Na Bett Brasil Educar, a equipe do Canvas apresentou os novos recursos do sistema como o Arc, plataforma que torna os vídeos interativoscontribuindo assim para o engajamento dos estudantes e o Caminhos de Aprendizagem e o SpeedGrader, que são ferramentas que corrigem as atividades facilitando o trabalho dos professores e feedback aos alunos