Fotografia de uma mulher brincando na grama com outras três crianças.

O Instituto Península é uma organização que atua nas áreas de Educação e do Esporte. Com o objetivo de fortalecer a qualidade da aprendizagem no Brasil e colaborar com o desenvolvimento pessoal e profissional dos professores, eles lançaram no começo do mês uma plataforma online focada no Desenvolvimento Integral de educadores. A Vivescer é a primeira a desenvolver o professor em quatro dimensões: emoções, mente, corpo e propósito. Além disso, é um espaço para que educadores possam trocar experiências, falar sobre desafios e compartilhar boas práticas.

Foco nos professores

Com foco nos professores, a Vivescer também estimula a criação de uma comunidade. O Desenvolvimento Integral atua nas dimensões física, intelectual, emocional e social dos sujeitos. Com isso, eles podem se conhecer melhor e operar o máximo das suas potencialidades. Além de influenciar diretamente na sala de aula, ela desenvolve habilidades como empatia, resiliência, pensamento analítico-crítico, entre outras. “Lidar com si próprio e com os outros são desafios do nosso dia a dia, e a plataforma trás isso de maneira bem cuidadosa”, conta a professora Rosiane Justino sobre a plataforma. “Agora tenho um lugar para formar-me enquanto ser humano. Tratar das minhas emoções, do corpo, da mente e dos meus propósitos”.

A Vivescer

Nós conversamos com a Heloisa Morel, Diretora do Instituto Península, para entender um pouco mais sobre o que a plataforma pode oferecer. Olha só:

Como as quatro jornadas formativas foram definidas? Serão disponibilizadas novas jornadas?

As jornadas foram definidas com base em pesquisas e consultas a diversos autores. Entre eles o renomado pensador americano Ken Wilber, criador da Teoria Integral. Nós, do Instituto Península, acreditamos na valorização do professor para melhorar a qualidade da Educação no Brasil. Eles são o principal agente para esta transformação e devem estar bem formados e preparados para atender os desafios da profissão. Essa mudança começa a partir do autoconhecimento e do autodesenvolvimento de cada educador. Por isso, apostamos no Desenvolvimento Integral deles, que tem um olhar amplo sobre o desenvolvimento humano e aborda as emoções, a mente, o corpo e o propósito de cada pessoa, sem esquecer as relações, cultura e o sistema em que vivem.

Estas quatro jornadas abrangem a base da formação integral do indivíduo. Assim, os educadores poderão se compreender melhor, entender como se comportam, como se relacionam com outras pessoas e com o ambiente em que estão inseridos, podendo aplicar seus conhecimentos com os alunos, ajudando a solucionar não só os desafios da sala de aula, mas do cotidiano. Para cada jornada, nos preocupamos em oferecer conteúdo de um jeito simples e acessível para todos os professores. As jornadas vão evoluir ao longo do tempo e a ideia é aumentar a oferta de conteúdo de acordo com a evolução dos educadores.

Os professores também têm à disposição o VivescerTV, um canal no Youtube com vídeos que complementam o conteúdo da plataforma. Os primeiros vídeos da VivescerTV envolvem a dimensão emoções e explicam de forma didática e rápida temas como inteligência emocional, empatia e vulnerabilidade compartilhada.

Haverá um esforço por parte do Instituto de incentivar que professores de mesmas escolas ou até mesmo de uma rede inteira participem conjuntamente das jornadas, criando um estudo coletivo híbrido (online e offline)?

Sim, nosso objetivo é formar uma comunidade de professores engajada, ativa e aberta às mudanças positivas. Queremos atingir o máximo de professores, firmando parcerias com redes e escolas. O objetivo é fortalecer a comunidade com a ajuda dos educadores, que indicam a plataforma para outros professores. Além do conteúdo para Desenvolvimento Integral, a Vivescer também é uma comunidade online. Assim, os educadores geram aprendizado entre si e trocam experiências, dúvidas e conhecimento. Ao se cadastrarem, eles podem postar mensagens, perguntas, material didático e trocar ideias e percepções sobre o que quiserem.

Vimos que há uma base teórica bastante estruturada, mas as jornadas também trazem muita prática para o dia a dia do professor. Como foi esse processo de criação?

Todo o conteúdo da Vivescer foi co-criado pela equipe do Instituto Península com educadores. É uma plataforma feita de professor para professor. Sabemos que a educação no Brasil tem muitos desafios e ninguém conhece melhor estes problemas do que eles. Ouvimos suas queixas, preocupações, carências e buscamos formas de suprir essas necessidades.

Destas conversas, tiramos muitos aprendizados que nos ajudaram a definir a plataforma como um todo. Um exemplo é oferecermos sempre um conteúdo simples e que pode ser absorvido de forma rápida. Afinal, o dia a dia é corrido, com uma aula atrás da outra, pouco tempo para corrigir provas, cumprir com a parte burocrática e preparar aulas. E a melhor maneira de levar estas jornadas para eles é moldando o conteúdo com exemplos que eles vivenciam constantemente.

Muitos reclamam da solidão da profissão, pois sentem falta de trocar essas informações com outros professores. Desta queixa surgiu a ideia de criar esta comunidade online. Assim, eles podem compartilhar experiências que funcionaram bem em sua sala de aula e que podem ajudar um colega em outro estado.

Nós, do Instituto Península, trabalhamos para melhorar o dia a dia dos professores. Para isso, precisamos estar conectados a eles. Queremos dar voz a eles e ajudar a encontrar, juntos, caminhos para melhorar a qualidade da Educação Brasileira. Ouvimos o que eles precisam, o que está funcionando ou não e buscamos forma de atender estas necessidades da melhor maneira possível.

Saiba mais e explore a ferramenta no site da Vivescer.