Imagem de uma menina sorrindo, vestindo um vestido brano com flores coloridas, e atrás dela um cartas colorido com uma árvore no meio
(Reprodução/Facebook)

Qual a importância de um lugar estimulante para a educação? O mundo têm muito aprendizado para oferecer, mas, muitas vezes, o ambiente escolar não incentiva os alunos tanto assim. Uma forma super interessante de promover esse estímulo é através do ambiente. As escolas precisam ser um lugar prazeroso e que desenvolve a imaginação. Pensando nisso, as cores são uma boa alternativa para tornar a educação um processo que não trave a imaginação dos jovens. É isso o que a Pedagogia das Cores acredita, uma alternativa para estimular os sentidos e levar mais vida para as escolas. 

O Projeto Pedagogia das Cores

O objetivo do projeto é levar conhecimento para educadores e pessoas da área da educação sobre essa metodologia. Para isso, há uma página que divulga esse conhecimento. A administração é feita por Solange Depera Gelles, pedagoga, cromoterapeuta e escritora. Como pedagoga criou a metodologia, que busca levar para o ambiente escolar as cores. Em seu livro Manual da Pedagogia das Cores, ela orienta educadores e pais sobre uso correto das cores no estímulo do educando. 

As cores interagem em nosso cotidiano mesmo sem nossa permissão. Um exemplo disso é o marketing, a mídia, o comércio, políticos e até lideres religiosos. Afinal, as cores estimulam o individuo a comprar sem precisar, comer sem ter fome e assim por diante. Então, porque a escola ainda não usa isso a seu favor? Especialmente quando se trata de estimular o aprendizado, a criação e a harmonia no ambiente.

Como funciona?

A Pedagogia das Cores apresenta uma visão pedagógica que explora o ambiente. Assim, busca oferecer mais oportunidades para os alunos descobrirem e vivenciarem diferentes estímulos. Pensando nisso, essa metodologia usa as cores da cromoterapia no ambiente escolar. Ou seja, o lugar deve estar preparado para receber o aluno, e precisa ser um ambiente estimulante, com as cores certas em doses certas. 
 
Esse estímulo começa de fora para dentro. No entanto, como consequência disso, há a possibilidade do aluno começar a estimular-se de dentro para fora também, criando em si uma consciência mais saudável. Além disso, existem vários materiais, artigos, cursos e dicas sobre como aplicar essa metodologia mais diretamente no ambiente escolar no site da Pedagogia das Cores. Há também a divulgação de práticas e dicas na página no Facebook.