Uma escola municipal da Serra (ES) implementou em suas salas de aula o “emocionômetro”. Trata-se de um modo por meio do qual as crianças conseguem demonstrar seus sentimentos e emoções, desenvolvendo a inteligência emocional dos jovens. Assim, é possível conversar sobre felicidade, tristeza, medo e outros sentimentos. Junto com isso, professores utilizam a meditação para desenvolver o controle emocional.

Inteligência emocional
(Foto: Reprodução)

Desenvolvendo inteligência emocional e auto-conhecimento

O projeto foi implementado na Escola Municipal Paulo Freire. No início da aula, cada aluno compartilha como está se sentido, emocionalmente. Para isso, os estudantes colocam bolinhas embaixo da imagem que correspondem às suas emoções naquele momento. Esse momento desenvolve o auto-conhecimento dos jovens.

A Revista Pazes complementa: “os alunos também aprendem a desacelerar os pensamentos e emoções por meio da meditação. São 10 minutos todos os dias e tanto a professora quanto os alunos afirmam que os resultados são surpreendentes”.

Clique aqui para saber mais sobre o projeto, no site G1.