Imagem de uma pessoa sentada usando um Tablet, e ao fundo um computador
(Pixabay)

A sala de aula invertida é uma proposta educacional que busca transformar a sala de aula tradicional em um ambiente interativo e centrado no aluno. Uma das suas características é liberar o tempo de sala para a aplicação de metodologias ativas. Afinal, as aulas expositivas são gravadas em vídeos e assistidas pelos alunos em casa.

Esse modelo, criado pelos professores americanos Jonathan Bergmann e Aaron Sams, pode colaborar muito com a aprendizagem. Especialmente pelo ensino personalizado e pela melhoria das relações na sala de aula. Pensando nisso, o Artesanato Educacional desenvolveu um curso para promover uma prática efetiva dessa proposta. A formação é online e busca planejar e implantar essa abordagem em diferentes contextos educacionais.

Sala de Aula Invertida na prática

O curso tem início no dia 15 de maio e vai até o dia 25 de junho, com uma dedicação média de 5 horas semanais. Ele é dedicado para educadores e pessoas de diversas áreas voltadas para a educação de alguma maneira. Além disso, a formação será ministrada por José Erigleidson e João Mattar. Ambos são professores com formação e experiência em EaD, que elaborarão materiais e proporão atividades.

O curso vai abordar assuntos como ambientação, fundamentos e planejamnto da Sala de Aula Invertida, além de tecnologias e avaliações. Ele segue o modelo de comunidade de aprendizagem e os temas serão apresentados por meio de webconferências semanais e aprofundados em discussões e atividades assíncronas no Ambiente Moodle. As aulas ao vivo ocorrerão sempre aos sábados e ficarão disponíveis para os alunos. Acesse o site do Artesanato Educacional e saiba mais.