A obra Cartas A Cristina – Reflexões Sobre Minha Vida e Minha Práxis foi escrito quando Paulo Freire estava em exílio, em Genebra. O autor recebeu uma carta de sua sobrinha, pedindo que ele contasse como tinha se tornado esse grande educador. 

Paulo Freire e suas práticas educacionais

Freire prometeu algumas cartas para Cristina, mas com a turbulência da vida, trabalhos e viagens, elas nunca foram escritas. Após uma década, ele decidiu cumprir a promessa e os textos se transformaram em um livro. Publicado em 1994, a obra fala sobre as experiências de vida e de práticas educacionais do autor.