Ilustração de uma criança de costas, sentada olhando para a TV

Seu filho adora assistir à televisão ou pede o tempo todo para usar o celular? Quando você tenta colocar um limite, começa aquela disputa? Apesar de serem hábitos comuns, é importante que você tente regular a exposição às telas em até uma hora por dia. Caso contrário, podem aparecer problemas de sono, comportamento e inclusive há riscos de diabetes e obesidade. Saiba o que fazer!

Preste atenção aos seus próprios hábitos 

Você é o maior exemplo para o seu filho. Se você gosta de passar horas assistindo à televisão ou fica muito tempo usando o celular, provavelmente seu filho vai querer fazer o mesmo. Portanto, comece a mudança por você. Quando estiver com a família, evite as telas. Você inclusive pode compartilhar as dificuldades com o seu filho, dizendo algo como: “Eu recebi uma mensagem no celular e queria responder… Mas, como estamos almoçando, vou deixar pra depois, porque é ótimo quando almoçamos juntos e o celular atrapalha a nossa conversa”.

Organize a rotina 

Como está o seu dia a dia? Sobra tempo para você mesmo? Muitas vezes, a televisão se torna um recurso para entreter as crianças quando o adulto está sobrecarregado e precisando de “tempo para respirar”. Reveja suas atividades e tente reservar um momento da rotina só para você, mesmo se for por alguns minutos. Faça algo que goste ou simplesmente descanse! 

Acolha as emoções da criança

Ninguém gosta de deixar de fazer algo prazeroso, não é? Por isso, acolha às eventuais reações que ela tiver e explique o motivo da mudança. Você pode dizer: “Filho, eu entendo que você quer ver o filme até o final. Eu também não gosto quando tenho que parar de assistir a uma história no meio. Mas, agora precisamos relaxar para ir dormir e a TV nos deixa muito agitados, por isso precisamos desligá-la. Amanhã continuamos!”.

Planeje a mudança em etapas

Se todo dia seu filho passa horas na televisão, provavelmente vai ser difícil deixar de fazer isso de um dia para o outro. Toda mudança de hábito é um processo e por isso é importante realizá-la em etapas. Experimente começar reduzindo o tempo: se ele costuma passar 3 horas por dia na TV, experimente diminuir para 2h30. 

Fazer combinados a partir da quantidade de programas também facilita, porque a criança não precisa deixar de assistir ao programa bem na parte que estava tão interessante! E não esqueça do principal: ofereça alternativas, como áudio-livros infantis ou uma brincadeira gostosa na natureza. Para conferir o SOS completo sobre esse tema, acesse: https://canalbloom.com/sos/meu_filho_nao_sai_da_tv_nem_larga_o_celular

O CanalBloom é uma plataforma que traz ferramentas para apoiar pais e mães nos desafios da parentalidade, buscando uma infância mais saudável com base em orientações de especialistas e um conhecimento qualificado. Acesse através do: www.canalbloom.com